sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Por vezes


Quando conhecemos alguém, achamos que essa pessoa é diferente, que é especial. Faz coisas que mais nínguem faz, é o mais isto e o mais aquilo. Depois conhecemos melhor essa pessoa e descobrimos os seus defeitos. Que afinal não é assim tão espectacular, que não é diferente dos outros. E é nesse momento em que tudo muda, em que pudemos decidir odiá-la ou adorá-la. Torná-la especial. Para nós. Até pode ser o ser mais vulgar ao cimo da terra, menos para nós. E depois daquele momento, de aceitarmos aquela pessoa. Vem outro, aquele em que nos apercebemos que já não queremos viver sem ela. Sem a tal pessoa.

3 comentários:

S. disse...

So true! eu decidi torná-lo especial e hoje não passo sem ele, fez ontem um ano que decidi torná-lo especial! :)

Gonçalo disse...

eu gostava de poder fazer isto :)
mas ainda nao chegou a minha vez

Joh disse...

e saímos sempre desapontadas...