segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Um pesadelo

Daqueles estranhos, estúpidos até. Mas que apesar disso, parecia um sinal, a dizer-me a verdade, a confirmar aquilo que tinha adormecido a pensar. Ora então foi mais ou menos isto: alguém que já fez parte da minha vida a dizer-me que eu seria infeliz para sempre por que ninguém era capaz de me aturar e gostar de mim, deste meu feitio. Eu a manter a minha postura indiferente ao pé dele. A ir-me embora depois. Mais tarde, a chorar desalmadamente porque sabia que ele tinha razão e que apesar de ter aparecido uma pessoa disposta a isso, já tinha fugido novamente. E agora já nada havia a fazer. O outro tinha razão e era isso que me deixava mais triste. Ao fim de algum tempo lá me recompus e decidi que tinha que lutar por aquele que parecia gostar de mim, que estava disposto a fazer tudo por mim. E isto não pode ser só num sonho, tenho que o fazer na vida real. Será que consigo?

4 comentários:

Joh disse...

pois, essas questões também já me preocuparam e olha que não é parada que se conseguem as coisas... ;)

C disse...

Força e tudo de há-de resolver

Tânia Gil disse...

Há sempre alguém disposto a gostar de nós exactamente como somos e é por esse alguém que temos de lutar Por muito que nos pareça impossivel, só paradas é que não conseguimos nada.

Olha a minha linda moral a falar -.-

Gonçalo disse...

Interessa é o que tu sentes e nao o que os outros acham :D