quinta-feira, 17 de junho de 2010

Ainda sobre as profissões


Outras passaram-me pela cabeça, mas bastou um simples exercício lógico para saber o que queria para mim. Médica não porque iria detestar estar sempre fechada num consultório, cirurgiã muito menos, que estas mãos são pouco seguras para poderem andar por aí a salvar vidas. Professora também não, que o jeitinho e a paciência para ajudar também não abundam, indústria hoteleira também não pelo simples motivo de não ter paciência para aprender outras línguas, isto também se aplica a hospedeira de bordo, além de não conseguir manter a calma em situações de pânico. Nada que tivesse a ver com impressas para não ter que passar o dia fechada num aquário, bióloga marinha e tretas do género também não dava por causa dos meus ouvidos, (gostaram da ligação entre aquário e bióloga marinha?) e por aí a diante. Até que cheguei à profissão ideal, aquela que junta o melhor de dois mundos, trabalho interior e exterior, puxar pela imaginação, manter-me actualizada culturalmente e artisticamente falado e principalmente, se me especializar em interior e decoração, poder fazer montes de compras.

3 comentários:

DanielaDuarte disse...

E consultora de Moda e Imagem?

Estar sempre rodeada de roupa e sapatos.
O trabalho de casa ser estar sempre atenta as novas tendências e novidades!
Com tanto lado positivo parece-me com com mais facilidade se contorna o negativo.

É isso que quero para mim.

Lady C disse...

Também é uma boa ideia, mas será que há mercado para isso?

DanielaDuarte disse...

Acho que sim, cada vez ha mais preocupação com a imagem, nao só mulheres como também homens