segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Com a casa atrás

Eu costumo andar com uma mala grande, mas devia era andar com uma gigante! Para ter lá dentro tudo aquilo que realmente preciso ou que quero consoante os dias. Assim de repente, além do habitual [carteira, agenda, estojo, telemóvel, phones, pen, creme para as mãos, batom do cieiro, mini escova do cabelo e chaves de casa] devia andar também com: uma pequena bolsa de maquilhagem, a revista de decoração que compro todos os meses e que quero sempre ler nos momentos mais inoportunos, o meu diário gráfico, o bloco de notas, chapéu de chuva ou óculos de sol (conforme os dias), a caixa dos lápis de carvão e a dos coloridos, e se não fosse pedir muito as aguarelas também, o livro que ando a ler nessa altura, a máquina fotográfica, uma garrafa de água, as luvas e o gorro, e pastilhas elásticas (tê-las sempre, visto que só de vez em quando é que ando com um pacote). Pouca coisa, portanto. E perfeito, perfeito seria andar com tudo isto sem me pesar muito nas costas.

5 comentários:

Raspberry disse...

RAPARIGAS!

C disse...

Quando descobrires como andar com imensas coisinhas na mala sem pesar nada avisa, também saber o segredo :D

Anónimo disse...

então acho que devias ter uma mala como a da Hermione, porque com tanta coisa, das duas uma: ou compras uma malinha com rodas como aquela que a stora de português tinha, ou a melhor, arranjas algum escravo para andar com ela. Porque se não for assim, cais para o lado.

Inezinha do teu coração

susana disse...

Não podia estar mais de acordo. ;p

Danii disse...

Ahaha, não queres mais nada não? xp