segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Eu quero ser uma arquitecta


E não uma arquiteta. Acho tão ridículo esta história do acordo ortográfico, não fomos nós que demos a nossa língua aos outros? Porquê que agora temos que ser nós a mudar e não eles? Nós é que vamos ter que começar a escrever de uma maneira diferente, sem sentido, porque as nossas antigas colónias assim o decidiram. Não vejo sentido nenhum nisso. E se não fosse pela escola, por daqui a um ano ser obrigada a escrever assim, podem ter a certeza de que não mudava a minha maneira de o fazer. Por aqui as coisas vão continuar iguais, em algum sítio tenho que mostrar a minha indignação. Sorte, no meio de tanta parvoíce, é que este ano o meu exame de Português ainda se vai poder escrever como deve ser. Valha-me isso.

2 comentários:

C disse...

É realmente um absurdo, eu não concordo e vou ter dificuldades em me adaptar, até ler me faz confusão

Danii disse...

Concordo totalmente :c