segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Da inocência


Lembro-me de ser pequena, ter uns 6 ou 7 anos, e estarmos de férias numa casa alugada algures na costa alentejana. E de, ter sido confrontada com o primeiro problema da minha vida. Lembro-me tão bem de pensar que depois de dormir uma sesta todo aquele drama ia sair da minha cabeça. E lá fui eu, a miúda que nunca dormia à tarde, dormir, com a esperança de que depois do sono tudo ficasse bem. Claro que isso não aconteceu, acordei, desapontada, porque os problemas ainda estavam lá. E por aqui ficaram durante muito e muito tempo. Pois que, hoje em dia, cada vez que alguma coisa má acontece, lembro-me sempre daqueles minutos de inocência, aqueles antes de ir dormir, em que pensava que depois de uma sesta tudo desapareceria. Era tão bom que assim fosse...

2 comentários:

S. disse...

Olá C :)
já experimentei o creme e o lip balm deram-me no Natal e digo-te são mesmo muitooo bons! Fiquei fã :) beijinhos

Rita disse...

Que saudades. Concordo plenamente contigo.