domingo, 29 de junho de 2014

Da vida online

Uma pessoa percebe aqueles que vão a eventos da blogoesfera e que põe uma ou outra foto no Instagram, agora o que eu não percebo é aquelas pessoas que cada vez que saem de casa, colocam 10 fotos do jantar, 30 de frutas e vegetais quando vão à feira, outras dez quando vão à praia, 500 quando vão passear com o namorado e por aí em diante. Tudo em directo e pronto a mostrar, em vez de se aproveitar os momentos. Que eu até sou a favor das fotografias lá isso sou, mas a partilha instantânea já não me agrada. Se por vezes, nem me lembro de fotografar o que queria, quanto mais de estar sempre pronta a postar. E eu nem sou nada contra estas coisas da partilha, mas moderadamente e quase sempre depois dos acontecimentos. Que ninguém perde ou ganha nada por saberem sempre o que andamos a fazer.

1 comentário:

T. disse...

Também me faz muita confusão. Acho que com tanta atenção que dão aos telemóveis, às fotografias a isto e aquilo, às selfies e etc, acabam por não desfrutar natural e relaxadamente dos momentos. Parece que hoje em dia muitas pessoas não conseguem conviver e comunicar sem um gadget pelo meio.